Avisos

LINHAS DIRETAS

Apoio ao Cliente
212 726 001
Dias Úteis (9H00-16H30)
 
Comunicação de Leituras
212 726 101
24 Horas
Roturas na Via Pública
800 205 712
24 Horas
Piquete
212 726 161
24 Horas

Sistema de Gestão Integrado

 

Política

 

Certificação

 
Os SMAS de Almada estão certificados, pela APCER, nos seguintes Sistemas de Gestão:

 
Sistema de Gestão da Segurança Alimentar/Água (SGSA-ISO 22000:2005)
Implementado desde a captação, adução, tratamento, transporte, armazenamento até à distribuição de água destinada a consumo humano, na categoria H.
 
Sistema de Gestão de Energia (SGE-ISO 50001:2012)
Implementado em infraestruturas e equipamentos: estações elevatórias, furos de captação e reservatórios de água, Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) e Gabinete de Planeamento e Sistemas de Gestão e Inovação.
 
Encontram-se também certificados pela Bureau Veritas  nos seguintes Sistemas:

Sistema de Gestão da Qualidade

Implementado na captação, adução, tratamento e distribuição de água destinada a consumo humano; recolha, drenagem e tratamento de águas residuais domésticas; recolha e drenagem de águas pluviais; construção, ampliação, exploração e conservação das redes de água, estação elevatórias, de tratamento e reservatórios; construção, ampliação, exploração e conservação das redes de águas residuais domésticas e pluviais, estações elevatórias e estações de tratamento de águas residuais; atendimento e acolhimento dos utentes; serviços de gestão e suporte da organização.

Sistema de Gestão Ambiental

Implementado na captação, adução, tratamento e distribuição de água destinada a consumo humano; recolha, drenagem e tratamento de águas residuais domésticas; recolha e drenagem de águas pluviais; construção, ampliação, exploração e conservação das redes de água, estação elevatórias, de tratamento e reservatórios; construção, ampliação, exploração e conservação das redes de águas residuais domésticas e pluviais, estações elevatórias e estações de tratamento de águas residuais; atendimento e acolhimento dos utentes; serviços de gestão e suporte da organização.
 
Sistema de Gestão da Segurança e Saúde do Trabalho
Implementado na captação, adução, tratamento e distribuição de água destinada a consumo humano; recolha, drenagem e tratamento de águas residuais domésticas; recolha e drenagem de águas pluviais; construção, ampliação, exploração e conservação das redes de água, estação elevatórias, de tratamento e reservatórios; construção, ampliação, exploração e conservação das redes de águas residuais domésticas e pluviais, estações elevatórias e estações de tratamento de águas residuais; atendimento e acolhimento dos utentes; serviços de gestão e suporte da organização.
 
 
 
 

Processo de Implementação e Certificação

 

Em 2012, os SMAS de Almada iniciaram a implementação dos sistemas de gestão de acordo com o nº 5 do artigo 8.º do Decreto-Lei nº 194/2009, de 20 de agosto, ao qual se adicionou o Sistema de Gestão de Compromisso Social e Organizacional.
 
Em junho de 2013, o Conselho de Administração dos SMAS de Almada aprovou a Matriz dos Sistemas de Gestão, com referências normativas nacionais e internacionais. 
 
Em maio de 2014, o Conselho de Administração dos SMAS de Almada aprovou a política do Sistema de Gestão Integrado (SGI), a missão, a visão e os valores da Organização.
 
O Sistema de Gestão Integrado foi a metodologia estratégica de adotar uma estrutura de base comum a todos os Sistemas de Gestão, que permitiu a integração das várias normas implementadas e outras que os SMAS de Almada pretendam vir a implementar. O SGI abrange todas as atividades e instalações dos Serviços e assenta no princípio da melhoria contínua. 
 
Com base nesta abordagem, a preparação do processo das certificações foi essencialmente desenvolvido por equipas e conhecimento interno, teve apoio de assessoria por entidade externa e o envolvimento de todos os trabalhadores dos SMAS de Almada.
 
O processo de certificação envolveu a realização de auditorias internas e externas aos Sistemas de Gestão.
 
Os SMAS de Almada foram, em dezembro de 2016, certificados pela APCER - Associação Portuguesa de Certificação em 5 Sistemas de Gestão em simultâneo: QualidadeAmbienteGestão Patrimonial de Infraestruturas (Ativos)Compromisso Social e Organizacional (Responsabilidade Social)Segurança e Saúde do Trabalho; tendo sido a primeira entidade em Portugal a obter certificação na norma de Gestão de Ativos. O Sistema de Gestão de Segurança Alimentar/ Água (SGS/PSA) e o O Sistema de Gestão de Energia (SGE), obtiveram as certificações da Apcer em 16 de janeiro e 13 de dezembro de 2018, respetivamente. 
 
As certificações reconheceram o cumprimento dos requisitos das normas e as boas práticas dos SMAS de Almada na gestão das atividades, dos processos e dos serviços prestados aos Almadenses - o abastecimento de água de qualidade, o saneamento (drenagem de águas residuais e pluviais) e o tratamento das águas residuais.
 
O corolário do SGI é constituído pelo conjunto dos resultados de cada um dos sistemas de gestão de acordo não só com requisitos de cada uma das normas, mas visa também: 
  • Melhorar o desempenho dos vários Sistemas de Gestão; 
  • Manter diálogo consistente e continuado com as partes interessadas, ou seja, as entidades que se relacionam e interagem com a Organização; 
  • Atingir os objetivos estabelecidos pela organização; 
  • Cumprir os requisitos normativos e de conformidade legal. 
 
O SGI tende a evoluir para um Sistema de Gestão dos Sistemas – SGS, garantindo a prossecução de resultados de desempenho adequados a uma gestão de excelência.
 

Vantagens da Implementação e Certificação

 

  • Aumento da satisfação das necessidades e expectativas dos utilizadores;
  • Aumento da eficiência e eficácia da organização, com ganhos de inovação e desenvolvimento;
  • Melhoria e valorização dos SMAS de Almada e alcance de elevados níveis de qualidade no abastecimento de água, na recolha e tratamento de águas residuais e na drenagem de águas pluviais;
  • Avaliação periódica do desempenho global da organização e aferição dos níveis de satisfação dos utilizadores;
  • Rentabilização dos recursos disponíveis e racionalização dos investimentos e custos operacionais, com obtenção de benefícios financeiros, tecnológicos e humanos;
  • Melhoria contínua do desempenho e proteção ambiental;
  • Consolidação da abordagem sistemática das responsabilidades legais, normas e boas práticas, promovendo a segurança, saúde e bem estar dos trabalhadores e outras partes interessadas;
  • Reforço da comunicação e da relação de confiança entre a organização e as partes interessadas;
  • Melhoria dos níveis da qualidade apercebida da organização.