Notícias

hidden

hidden

Breadcrumb

Produção Fotovoltaica para autoconsumo

06-05-2022

Produção Fotovoltaica para autoconsumo

Os SMAS Almada, como grandes consumidores de energia utilizada ao longo de todo o ciclo urbano da água no Município de Almada, sempre demonstraram uma enorme preocupação com a sua pegada ecológica associada à utilização de energia. 

Nesse sentido, sendo Almada um Concelho com as condições ideais para a utilização de energias renováveis, os SMAS de Almada decidiram implementar diversos projetos de produção de energia elétrica com recurso a painéis solares fotovoltaicos. 

A produção de energia elétrica para autoconsumo destina-se à satisfação das necessidades de energia nas instalações onde foram implementados estes projetos (Estação Elevatória de Água do Lazarim e Estação de Tratamento de Águas Residuais de Valdeão), reduzindo a necessidade de energia fornecida pela Rede Elétrica nacional. 

Estas soluções, vão permitir reduzir a fatura energética nestas instalações sendo especialmente interessantes pois permitem reduzir o consumo de energia elétrica nos períodos tarifários onde a energia é mais dispendiosa (horas de ponta). 

Os sistemas fotovoltaicos instalados permitem futuras expansões que, no caso da Estação Elevatória do Lazarim, vão permitir que deixem de ser utilizados grupos elevatórios nas horas onde a energia tem um custo mais elevado. 

O sistema fotovoltaico instalado na ETAR do Valdeão apresenta uma capacidade de produção de 22,54 kW, composto por 50 módulos fotovoltaicos com capacidade nominal de 455w e um inversor trifásico com 22kw de capacidade.

Com o custo atual da energia elétrica, ambos os projetos têm um rápido retorno do investimento. 

Complementarmente, são anualmente realizadas diversas intervenções que permitem aumentar a eficiência energética dos equipamentos (na sua maioria grupos elevatórios de água potável, residual e pluvial), nomeadamente a instalação de grupos de elevada eficiência energética. Verificar-se-ão também otimizações no funcionamento do processo de tratamento através de campanhas de monitorização de consumos de energia elétrica das etapas de tratamento mais consumidoras, desidratação de lamas e produção de água residual tratada em períodos com excesso de produção de energia elétrica fotovoltaica.

Com a implementação de todas estas medidas, associadas a outras de eficiência hídrica, é expectável uma redução do impacto ambiental das atividades dos SMAS. 

Produção Fotovoltaica para autoconsumo