Avisos

LINHAS DIRETAS

Língua Gestual PortuguesaApoio ao Cliente
212 726 001
Dias Úteis (8H30-17H30)
 
Comunicação de Leituras
212 726 101
24 Horas
Roturas na Via Pública
800 205 712
24 Horas
Piquete
212 726 161
24 Horas

ETAR de Valdeão

A ETAR do Valdeão, em exploração pelos SMAS de Almada desde 1996, foi concebida e construída pelo IGAPHE para o tratamento dos efluentes hospitalares do Hospital Garcia de Orta e parte do aglomerado populacional do Bairro do Matadouro, correspondendo a uma população de 7945  habitantes equivalente.
 
Ao longo do seu período de vida, a ETAR do Valdeão tem sido objeto de obras de otimização e grande beneficiação de equipamento.

Em 2009 foi concluída a empreitada de "Remodelação da obra de entrada da ETAR de Valdeão" passando a dispor de gradagem de malha fina (parafuso tamisador de 3 mm).
Em 2016 foi concluída a empreitada de "Construção e Remodelação de Infraestruturas da ETAR de Valdeão" para substituição de equipamento do tanque de arejamento e da decantação secundária; instalação de tratamento terciário de afinação; instalação de unidade de ultrafiltração para a reutilização de água tratada; reabilitação da linha de tratamento de lamas, incluindo a construção de depósito tampão e substituição do equipamento de desidratação mecânica.

O processo de tratamento consiste nas seguintes operações e processos unitários.

fase líquida: válvula vórtice de controlo de caudal, gradagem de 3 mm, desarenação em canal, elevação de caudal, tratamento biológico por lamas ativadas de arejamento prolongado, filtração em tamisador; desinfeção final com ultra-violetas; reserva de efluente tratado por ultra-filtração para usos compatíveis; descarga final no rio Tejo.

fase sólida: floculação das lamas biológicas; espessamento e desidratação em filtro de banda compacto.

Visualizar o Diagrama de Processo

Indicadores de Exploração