Avisos

LINHAS DIRETAS

Apoio ao Cliente
212 726 001
Dias Úteis (8H30-17H30)
Comunicação de Leituras
212 726 101
24 Horas
Roturas na Via Pública
800 205 712
24 Horas
Piquete
212 726 161
24 Horas
« Voltar

Opções do Plano e Orçamento SMAS 2017

As Opções do Plano e Orçamento e Mapa de Pessoal dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Almada (SMAS de Almada) para 2017, foram aprovadas pela Câmara Municipal de Almada, em reunião realizada a 28 de outubro e pela Assembleia Municipal de Almada, na sessão ordinária realizada a 30 de novembro de 2016.

O orçamento global dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento apresenta, para o exercício de 2017, um valor de 29 753 918,72 euros e prevê um investimento de 8 267 281,89 euros.

Os Serviços prosseguem com os trabalhos inerentes à gestão integral do ciclo urbano da água e projetos de modernização e eficiência em curso.

Destacamos as principais atividades para 2017 por linha de orientação estratégica:

- Garantir a Satisfação das Necessidades dos Utentes
Os SMAS de Almada continuarão a assegurar a disponibilidade e qualidade do abastecimento de água, e implementar as orientações e Planos: Estratégico de Abastecimento de Água e de Drenagem de Águas Residuais e Pluviais.

Irão integrar a nova captação SC3 no sistema adutor e executar novo furo profundo no sistema de captação de Corroios. O Controlo da Qualidade da Água será garantido conforme os programas anuais, aprovados pela entidade reguladora – ERSAR. Promoverão o estudo de modelação de toda a rede adutora, da implementação de Zonas de Medição e Controlo (ZMC) e controlo de pressões na rede, no âmbito do projeto em curso iPerdas.

A relação com os utentes, comunicação, transparência e participação, continuará a ser garantida, através da prestação de um serviço de proximidade em todas as juntas de freguesia; da divulgação, informação e esclarecimento sobre as atividades e serviços, designadamente: SMASOnline, fatura eletrónica, débito direto; comunicação de leituras; obras programadas; explicação de fatura; direitos e deveres contratuais; resposta à comunicação telefónica, email, sugestões e reclamações.

- Sustentabilidade da Organização
Os Serviços continuarão a garantir a capacidade e integridade da infraestrutura de abastecimento de água, nomeadamente através  de obras de modernização e reabilitação dos reservatórios do Raposo, do Cassapo, do Pragal e do Feijó; conclusão do projeto de modelação e traçado das adutoras com origem em Vale de Milhaços e em Corroios e destino aos reservatórios do Feijó, do Raposo, do Monte de Caparica, do Lazarim e do Pragal, promovendo a eficiência do sistema "em alta". Continuação da remodelação das redes de distribuição de água em "Almada Velha"; execução da construção da 2ª fase do viaduto do Pragal; construção da conduta adutora FCT - Murfacém com abastecimento no percurso.

Continuarão a preparar candidaturas a fundos comunitários do Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), para a reabilitação e modernização de equipamentos e construção de redes: para a Estação Elevatória da Costa de Caparica; para as redes da Banática e Porto Brandão; para a 2.ª fase da ETAR do Valdeão; e diversas áreas de eficiência energética.

Será garantida a gestão e as ações decorrentes da implementação do Sistema de Gestão Integrado (SGI) nas áreas e subprojetos em curso.

Manterão a capacidade e integridade da infraestrutura de saneamento e dos pluviais através de obras de reabilitação de equipamentos das Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) do Portinho do Costa e da Mutela e conclusão de empreitadas de novas redes de drenagem como por exemplo em "Almada Velha".

A eficiência da organização pela gestão eficiente dos recursos humanos na adaptação da microestrutura à nova macroestrutura.

Continuarão a qualificação dos processos e os meios, como instrumentos para uma gestão e operação eficazes e eficientes, no âmbito de uma política de melhoria contínua do serviço público prestado na manutenção da certificação do SGI.

A utilização de recursos tecnológicos para apoio à gestão e operação mais eficazes e eficientes, nomeadamente a ligação entre o cadastro e o sistema de clientes, a solução de gestão centralizada de impressão, a integração dos vários sistemas informáticos, a simplificação dos procedimentos administrativos e desmaterialização de arquivos.

- Sustentabilidade Ambiental
Prosseguirão as ações de sensibilização para as boas práticas nas questões do uso da água e das águas residuais, aprofundando a relação com as instituições, no âmbito do compromisso social e ambiental. O projeto ambiental Beba Água da Torneira, "eu bebo", continuará a ser alargado ao cidadão com sítio/blog para adesão.

Continuarão a gestão dos projetos de inovação em curso, com destaque para o projeto ARUT - reutilização de águas residuais urbanas tratadas, em usos específicos como nos processos e espaços das ETAR, serão consolidados e implementados novos Planos de controlo analítico da ETAR da Quinta da bomba e da ETAR de Valdeão. O projeto iAFLUI (Iniciativa para o Controlo de Afluências Indevidas) prosseguirá também nas redes drenagem de águas residuais e pluviais; o iPerdas (Iniciativa Nacional para o Controlo Eficiente de Perdas) e o Proteus (AdaPtative micROfluidic and nano-enabled smart systems for waTEr qUality Sensing) prosseguirão também as suas ações.

Os SMAS de Almada avançarão com o Sistema de Gestão de Energia, articulando-o no SGI, e avaliarão ainda a viabilidade da instalação de centrais fotovoltaicas em espaços municipais, para redução de custos energéticos.

Será iniciada a produção de energia por cogeração da ETAR da Quinta da Bomba e promovidos programas de redução de energia em grandes equipamentos, pela substituição por equipamentos mais eficientes e pela adequada manutenção preventiva.